segunda-feira, 16 de novembro de 2009

sorte ou azar



- Mãe, tu não tens só azares, pois não?

- Não, filha. A mãe até é muito sortuda. Senão vê: tenho-te a ti e ao mano que são os meus maiores tesouros, tenho um emprego que me permite ganhar dinheiro para nos sustentar, tenho uma casinha (e que casinha fixe que temos) para nos abrigarmos e para estarmos com a nossa família e amigos, e tenho outra coisa muito muito importante....

- Tens o N, que gosta muito de ti.

- Pois é filha.

- E o T e a M que também gostam de nós. (os filhotes do meu amor)

- E muitos amigos, filha. Amigos daqueles que aparecem sempre que precisamos deles, estejam onde estiverem. Por isso como vês, não tenho só azares. Tenho até muita sorte.

- Tu também és boazinha, por isso tens tantos amigos.


Parecendo que não, esta conversa matinal com a minha filhota mais nova demonstra bem que, efectivamente, no que é realmente importante, sou muito sortuda. E que alento isto dá à vida...

2 comentários:

Nuno Jorge disse...

Por isso é que nunca iremos ganhar o euromilhões... Sorte ao amor... em todas as suas vertentes...

mãe de dois disse...

:)